Promoção do manejo ecológico das espécies

Prover o manejo das espécies significa lidar com elas de modo a conservá-las e, se possível, recuperá-las. E prover o manejo dos ecossistemas quer dizer cuidar do equilíbrio das relações entre a comunidade biótica e o seu habitat.

O manejo da fauna requer princípios científicos, aplicações técnicas e tecnologias apropriadas para mantê-los dentro das suas características naturais ou, ao menos, muito próximo a elas e por fim, reintegrá-las em seu habitat natural.

O principal problema refere-se a inexistência de centros de manejo. Fato que tem contribuído para desestimular a ação fiscalizadora, já que, não existem locais apropriados/adequados e estruturados, para receber esses animais, fruto das apreensões, com o objetivo de reintegrá-los à natureza.

Mais de 80% dos animais aprendidos – em sua grande maioria aves – tem como origem as regiões nordeste e centro-oeste do Brasil. Nestes casos, quase 100% destes animais não voltam jamais a seus habitats, seu destino acaba sendo os zoológicos, criadouros conservacionistas, comerciais ou científicos, autorizados pelo Ibama.

Um animal que até então, estava em situação  irregular, em pouco tempo é “esquentado”, passando desta forma para uma situação legal. Agora pergunto: Será que estes milhares de pássaros que acabaram parando nas mãos destes criadouros encontram-se com os mesmos até hoje? Existe um banco de dados de todos os animais que entraram nestes locais para que desta forma possa haver um controle através de uma fiscalização? O que é que falta para se criar formas de devolver estas aves às origens?

Risco de disseminação de Zoonoses
O trânsito de animais silvestres através do território brasileiro por longas distâncias é um gravíssimo problema.
Afinal, podem disseminar doenças aos seres humanos e até mesmo a animais nativos da região de destino. Os animais domésticos também correm este risco.

Fonte: SOSFauna.org

Páginas ou assuntos relacionados

E você? Gostou dessa página? Deixe seu comentário





ATENÇÃO, NÃO está sendo doado(a)!






© 2020 Pet Vale - www.petvale.com.br - Todos os direitos reservados