Educação Ambiental

A situação sócio-cultural-econômica precária da população brasileira é a principal inimiga do meio ambiente e conseqüentemente do trafico de animais silvestres, já que o quadro de pobreza social e a falta de alternativas econômicas contribuem para aumentar cada vez mais o numero de animais retirados da natureza, por isso, necessitamos urgentemente que sejam adotadas políticas públicas voltadas para a educação ambiental e desenvolvimento sustentável, utilizando e conservando de modo racional os recursos naturais, como prioridade.

Cada animal é parte de uma cadeia biológica, por exemplo o tié-sangue (Rampfhocelus bresilius) é grande dispersor de arvores frutíferas, sua retirada da natureza causa um grande impacto ambiental, comprometendo significativamente a cadeia alimentar.

Viver de forma sustentável implica aceitação do dever da busca de harmonia das pessoas com a natureza. O desenvolvimento baseado na conservação da vitalidade e biodiversidade do planeta Terra, deve incluir providências no sentido de proteger a estrutura, as funções e a diversidade dos sistemas naturais do planeta, dos quais temos absoluta dependência.

Sem dúvida alguma o homem é a maior ameaça à vida na Terra.

A sustentabilidade do planeta está em suas mãos, pois é o único ser capaz de, com suas ações, romper o equilíbrio dinâmico produzido espontaneamente pela interdependência das forças da natureza e modificar os mecanismos reguladores, que em condições normais, mantém ou renovam os recursos naturais e a vida na Terra.

A educação ambiental deve se destinar a despertar e formar consciência ecológica para o exercício da cidadania. É um instrumento valioso na geração de atitudes, hábitos e comportamentos que concorrem para garantir a qualidade do ambiente como patrimônio da coletividade.

Fonte: SOSFauna.org

Páginas ou assuntos relacionados

E você? Gostou dessa página? Deixe seu comentário





ATENÇÃO, NÃO está sendo doado(a)!






© 2020 Pet Vale - www.petvale.com.br - Todos os direitos reservados